Blog dos docentes, investigadores e alunos de Ciência das Religiões na Universidade Lusófona (Lisboa)
.posts recentes

. RAMADAN - PRIMEIRA PARTE

. FALTAM APENAS DUAS SEMANA...

. JEJUM, UM ALIMENTO PARA A...

. “LA ILAHA – ILLA LLAH” – ...

. MI'RAJ — A Ascensão do Pr...

. RELEMBRANDO: A NOITE DE M...

. OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PE...

. OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PE...

. OS PRIVILÉGIOS E AS RESPO...

. SURAT FUSSILAT

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Sábado, 28 de Março de 2009
ÉDEN...EVA...DEUS (A)
 

Há de se reconhecer a beleza do universo feminino
A beleza de sua mente, sua subjetividade, sua imaginação
Em sua forma de ser, elas olham diferente...
Sua voz, seu andar são deliciosas peculiaridades
Seu toque remete ao amor, à sensualidade
Há de se entregar à beleza feminina
Beleza do ser, beleza das formas
Formas curvas,
Em seios e pernas que abraçam,
Em lábios que beijam, que mordem
Há de se reconhecer na mulher
Força e coragem
Resistência contra as minhas violências
Contra nossas censuras à sua liberdade... à sua sexualidade
Elas têm asas... e sabem voar!
Há de se calar diante de seu milagre
De gerar a vida em seu ventre
Éden de onde vimos, nús e igênuos
Éden... Eva... Deus(a)
Há de se pensar uma teologia assim
Uma projeção da mente feminina,
Projeção de sua subjetividade, de sua imaginação
Com uma forma de ser e um olhar diferentes
Com voz e movimentos originais, peculiares
Que nos remeta mais ao amor e à sensualidade
Uma teologia com a beleza artística das curvas
Uma teologia com seios que instiguem desejo
Com pernas que abracem
Uma teologia que faça amor
Que nos possibilite gozar junto com ela
Que beije beijos mordidos, beijos de língua
Uma teologia que tenha força e coragem
Que resista contra as formas de violência
Contra ás censuras à liberdade e à sexualidade
Uma teologia com asas
E que voe a despeito de gaiolas institucionais
Uma teologia que não apenas copie ou importe
Mas que gere, que dê a luz
Teologia que faça jus ao artigo que define seu gênero
Que clame El Shadday:
A Deusa que amamenta
Uma Teologia de brincos na orelha
Teologia da doçura
Do tesão... da paixão
Teologia do amor
Uma teologia diferente

 

 

Jeyson Messias Rodrigues

aluno da pós-graduação em Ciência das Religiões da FATIN; com acesso ao mestrado da Univ. Lusófona

publicado por Re-ligare às 22:17
link do post | comentar | favorito
|
..
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds