Blog dos docentes, investigadores e alunos de Ciência das Religiões na Universidade Lusófona (Lisboa)
.posts recentes

. RAMADAN - PRIMEIRA PARTE

. FALTAM APENAS DUAS SEMANA...

. JEJUM, UM ALIMENTO PARA A...

. “LA ILAHA – ILLA LLAH” – ...

. MI'RAJ — A Ascensão do Pr...

. RELEMBRANDO: A NOITE DE M...

. OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PE...

. OS INÚMEROS BENEFÍCIOS PE...

. OS PRIVILÉGIOS E AS RESPO...

. SURAT FUSSILAT

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008
Em busca da Verdade

             

Jesus Cristo, pessoa de carácter incrível cuja influência tem perdurado na História, cujas convicções têm movido homens e mulheres a lutar por e com elas para uma sociedade melhor, porque a sociedade são pessoas e valores não egoístas fazem, ao ser aceites e encarnados, pessoas não auto centradas -  é sem dúvida, alguém fabuloso.
            Cito as palavras de um psiquiatra, Augusto Cury que Manuel Rainho apresenta na sua obra “ – e vós quem dizeis que eu sou?”:
 
“Aquele simples homem de Nazaré, que teve tantas dificuldades na vida, que sofreu desde a infância e, quando adulto não tinha onde reclinar a cabeça, não só destilou sabedoria da sua dor e extraiu poesia da sua miséria, mas ainda teve fôlego para falar de um amor arrebatador: “ Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.
 
Com uma admirável confiança disse acerca de si mesmo as palavras descritas no Evangelho de João 14:6: ”Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. A coerência entre o que dizia e praticava lhe confere autoridade e sustenta que as suas palavras sejam realmente verdadeiras…
            Viria daí a sua ousadia em dizer “Eu Sou a Verdade”? Também, sem dúvida.
            Quando estava diante dos seus seguidores e discípulos o disse, quando perante uma figura central de poder na época manteve o seu discurso; sob a incrível pressão que deve sofrido diante dos seus acusadores por proferir as palavras que dizia acerca de si mesmo e do seu propósito em conformidade com Deus, Ele não vacilou.
            Jesus ofereceu liberdade na medida do conhecimento de si; conhecê-lo traz libertação e não dano: “ conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará” João 8:32
“ Se o Filho vos libertar verdadeiramente sereis livres”João 8:36
            Perante tais afirmações, aqueles que as conhecem só podem tomar duas posições; acreditar que quem dizia ser e o que fez de facto é verdade, ou não acreditar.
            É sem dúvida um alto desafio acreditar sem tocar, confiar sem ver em alguém de quem só ouvimos falar algumas palavras ou que lemos algo acerca de, mas existem tantos desafios hoje em dia que prometem muito menos, que exigem riscos tão altos. Aceitar este desafio não deverá ser certamente penoso, talvez seja por isso que Cristo sofreu uma pena injusta para nos desafiar a acreditar no seu amor, segundo diz o apóstolo Paulo em Romanos 5:8.
            Para Ele valia a pena fazê-lo, mesmo correndo o risco de haver quem não acreditasse, mesmo correndo o risco de ser ignorado, mal interpretado. Ele aceitou o desafio.
            Pela parte que toca a cada um, é infinitamente menos penoso aceitar o desafio de acreditar que tudo de facto é Verdade, que Ele é quem afirmava ser, que Ele ama cada indivíduo como Ele afirmava amar, que o Seu amor está à espera para ser sentido e vivido por todo aquele que nele acredita. De facto, quando acreditamos em alguém estamos a passar principalmente a mensagem de que essa pessoa é importante para nós…
 
 
Florbela Nunes
 
Aluna do 3º ano da Licenciatura de Ciência das Religiões

 

publicado por Re-ligare às 23:16
link do post | comentar | favorito
|
..
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds